Notícias

Servidores da Seduc participam de Curso de Elaboração e Revisão de Itens, em Brasília

16/09/2015 - Núbia Daiana Mota /Governo do Tocantins

Objetivando a capacitação dos servidores para criar questões que compõem as avaliações internas e externas da Educação Básica, os técnicos da Gerência de Avaliação da Aprendizagem da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) estão participando do Curso de Elaboração de Itens ofertado pela Secretaria de Educação do Distrito Federal em parceria com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A formação, que teve início no final de agosto, em Brasília, está acontecendo à distância até o dia 25, com término previsto para a última semana de setembro em encontro presencial também na Capital federal.

A elaboração das questões que constarão em avaliações estaduais é uma atividade indispensável para que avaliações como a Prova Brasil e o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) aconteçam. Para tanto, educadores e pesquisadores da educação brasileira são chamados a colaborar com a manutenção do Banco Nacional de Itens. Em atividades dessa natureza, a experiência docente é necessária para que se possam elaborar avaliações em consonância com o contexto educacional. No Tocantins, é o Sistema de Avaliação da Aprendizagem Permanente do Estado do Tocantins (SisAPTO) que produz os itens que compõem as avaliações internas.

Abrão de Sousa, técnico de língua portuguesa, vê o curso como forma de atualização das práticas de construção de questões. “Na elaboração de itens nunca se está completo. Sempre surgem novidades, públicos mudam, itens também mudam. Esse curso veio para contribuir muito para nós que estamos em busca de um constante aperfeiçoamento”, enfatizou. 

Para a técnica de matemática, Maria Aurileuda Vasconcelos, a participação do Tocantins no curso é uma conquista para os docentes. “Desde 2011 pleiteávamos essa capacitação que vem somar muito às nossas atividades já realizadas aqui na elaboração de itens”, destacou.

“Na parte específica de geografia, o ganho foi muito grande em relação ao que é preciso melhorar daqui em diante na elaboração dos nossos itens. É uma área muito mutável, assim como História, que tem uma dinâmica diferente e exige que nós acompanhemos essas mudanças também na elaboração dos itens. Um grande ganho do curso também é que poderemos repassar esse aprendizado para os professores da rede estadual”, frisou a educadora Dorize Macêdo. 

 

Ao final do curso, os técnicos da Seduc estarão aptos a elaborar questões que podem integrar o Banco Nacional de Itens 

Compartilhe esta notícia