Home 16/06/2017 - 11:50 - Fernanda Veloso/Governo do Tocantins

Colégio Estadual Duque de Caxias recebe 17º Movimento Pela Vida

Roda de Conversa com o tema E aí, Tá Ligado Roda de Conversa com o tema E aí, Tá Ligado - Fernanda Veloso/Governo do Tocantins
Leandro é aluno do Colégio Duque de Caxias e participa das atividades do MPV Leandro é aluno do Colégio Duque de Caxias e participa das atividades do MPV - Fernanda Veloso/Governo do Tocantins
A Oficina de Bomba de Sementes reuniu pai e filhos na atividade A Oficina de Bomba de Sementes reuniu pai e filhos na atividade - Fernanda Veloso/Governo do Tocantins
Estão sendo realizados atendimentos em diversas áreas Estão sendo realizados atendimentos em diversas áreas - Fernanda Veloso/Governo do Tocantins
A abertura oficial aconteceu na quarta-feira A abertura oficial aconteceu na quarta-feira - Divulgação

A Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) está apoiando a 17ª edição do Movimento Pela Vida (MPV). As atividades estão sendo realizadas de 14 a 17 junho, no Colégio Estadual Duque de Caxias, e já reuniram mais de 300 participantes. Na manhã desta sexta-feira, 16, foram realizadas mais de 20 atividades, entre vivências, oficinas e palestras.

Leandro Nascimento, 13 anos, é estudante do Duque de Caixas e participa pela primeira vez do MPV. “Fiquei em dúvida ao escolher qual palestra participar, tem muita coisa legal acontecendo”, disse. O estudante participou da roda de conversa “E aí, tá ligado?”, mediada pela professora doutora do curso de História da Universidade Federal de Goiás, Mírian Bianca.

Segundo a idealizadora e coordenadora do Movimento Pela Vida, Tânia Cavalcante, a iniciativa busca fortalecer, entre outras coisas, o respeito pela diversidade. "O MPV trouxe para Palmas essa ideia de convívio com a diversidade, sobretudo, a religiosa. Temos contato com muçulmanos, judeus, hare Krishnas, xamãs e isso não existia em Palmas. Nas bênçãos ecumênicas de Palmas já percebemos essa conquista, que não é só o católico e o evangélico, hoje se convida também a Fé Bahá´í, a Bruma Kumaris, a Sei-Cho No- Ye, o candomblé", ressalta.

As atividades retornam às 14 horas com atendimentos gratuitos voltados ao público, tanto os psicológicos como as terapias complementares e os oráculos, que já são tradição do MPV. “Vamos ter terapeutas de várias técnicas e ciências que vão ajudar cada pessoa a perceber a ligação que ela precisa ter com ela mesma, com o outro e com o mundo”, afirma Tânia Cavalcante.

Às 17 horas, as atividades serão realizadas na praça Macaraípe, com a vivência da dança circular, ministrada pela educadora Física da Seduc, Sheila Baraky, que também é instrutora de Yoga e focalizadora de danças circulares.

O Movimento Pela Vida

O tema deste ano do Movimento Pela Vida é: "E aí, tá ligado? Ligado em você, no próximo, no mundo?". As atividades seguem até o próximo sábado, 17. A programação completa está disponível na internet por meio do endereço eletrônico: www.facebook.com/mov.pelavida

 

 

 

 

Compartilhe esta notícia