Home 12/07/2017 - 15:27 - Núbia Daiana Mota / Governo do Tocantins

Inscrições do concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar terminam nesta quarta-feira, 12

Podem participar, merendeiras e merendeiros das escolas estaduais ou municipais Podem participar, merendeiras e merendeiros das escolas estaduais ou municipais - Marcio Vieira / Governo do Tocantins
Alyne Sousa é uma das merendeiras do Tocantins que concorrem ao prêmio Alyne Sousa é uma das merendeiras do Tocantins que concorrem ao prêmio - Divulgação Escola

Merendeiras e merendeiros das escolas públicas brasileiras têm até esta quarta-feira, 12 para se inscreverem no concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar, que vai premiar os autores das cinco melhores preparações culinárias com viagem internacional. Para participar, as receitas deverão conter ingredientes importantes para a alimentação saudável dos estudantes.  Além da criatividade e do valor nutritivo do prato, as preparações também devem estar inseridas em atividades de educação alimentar e nutricional, que são desenvolvidas na escola.

A iniciativa do Ministério da Educação (MEC) tem como objetivo valorizar o papel das merendeiras e dos merendeiros das escolas públicas brasileiras na promoção da alimentação saudável e adequada nas unidades de ensino da educação básica.

Para se inscrever, basta acessar a página do concurso: http://melhoresreceitas.mec.gov.br. Lá deverão ser informados o CPF da merendeira e o código Inep da escola. Em seguida serão solicitadas informações adicionais como ingredientes, medidas e modo de preparo da receita inscrita. Também é necessário informar uma atividade de educação alimentar e nutricional desenvolvida na escola, que seja relacionada à receita. A valorização de hábitos locais e a aplicabilidade da receita no contexto escolar também serão consideradas.

Quem já garantiu a participação foi a merendeira da rede estadual, Alyne Rodrigues dos Santos, do Instituto Presbiteriano Educacional, em Gurupi. Para concorrer, ela elaborou uma receita especial: o Beiju Colorido da Alyne. A preparação tem como ingredientes surpresa legumes como a beterraba para dar cor e agregar valor nutricional ao prato servido para os estudantes da unidade de ensino.

“Aqui, sempre que vamos preparar o cardápio pensamos em colocar ingredientes que sejam saudáveis e de uma forma que o aluno tenha vontade de experimentar novos sabores. O Beiju foi uma dessas experiências que deu certo. Na primeira vez colocamos beterraba para a massa ficar rosada e eles gostaram demais. Alguns que nem comiam beterraba passaram a gostar e isso é muito gratificante. Tomara que os jurados também gostem”, diz Alyne, na expectativa de ser selecionada para as próximas etapas do concurso. 

O Beiju Colorido da Alyne faz parte de um projeto da escola voltado para a alimentação saudável dos educandos que inclui, além de refeições nutritivas, palestras, apresentações teatrais, brincadeiras e a implantação de uma horta suspensa com o auxílio dos alunos. Eles também recebem sementes para realizar o plantio em casa. A receita que concorre ao prêmio do MEC foi elaborada com parte da colheita da horta escolar.

Mobilização

Para que muitas receitas tocantinenses concorram ao prêmio, a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) mobilizou as escolas estaduais por meio das 13 Diretorias Regionais de Ensino e da Gerência da Alimentação Escolar. De Acordo com a gerente do setor, Erineide Araujo Brito Dias, “a intenção é divulgar as boas práticas da alimentação escolar nas unidades de ensino públicas do Tocantins e apoiar a iniciativa que visa à valorização dos manipuladores de alimentos das escolas”, frisou.

Seleção e premiação

A escolha das melhores receitas ocorrerá em quatro fases: etapa eliminatória, etapa estadual, etapa regional e etapa nacional. Serão selecionados os pratos mais caprichados, saudáveis e saborosos do país.

Os 135 classificados na Etapa Estadual receberão kits para manipuladores de alimentos. Os 15 finalistas da Etapa Regional, sendo três de cada região, ganharão prêmios em dinheiro e serão contemplados com um curso de boas práticas e elaboração de receitas, em Brasília. Os autores das cinco melhores receitas, um por região, terão direito a uma viagem internacional, além dos prêmios recebidos nas etapas anteriores.

Em 2015, na primeira edição do concurso, cinco receitas de merendeiras das escolas estaduais do Tocantins foram classificadas para a final regional.

 

 

Compartilhe esta notícia