Home 11/08/2017 - 18:26 - Núbia Daiana Mota / Governo do Tocantins

Servidores da Educação serão capacitados para atuar em pesquisa sobre o uso do tempo em sala de aula

Os observadores atuarão em sete escolas contempladas pelo Programa Estrada do Conhecimento  Os observadores atuarão em sete escolas contempladas pelo Programa Estrada do Conhecimento  - Marcio Vieira / Governo do Tocantins

Dando prosseguimento às ações do Programa Estrada do Conhecimento (PEC), a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) e o Global Learning Group (FHI360) promovem, de 14 a 18 de agosto, em Palmas, a primeira etapa do Treinamento de Observadores da Sala de Aula. A abertura da formação acontece, na próxima segunda-feira, 14, às 8h, na Escola Estadual Madre Belém.

Serão capacitados cerca de 40 profissionais para atuarem na Pesquisa Piloto de Observação da Sala de Aula, baseada na metodologia “Stallings”, técnica que mensura o tempo efetivamente usado durante as aulas para transmitir conhecimento aos alunos. O objetivo do estudo é analisar a influência do uso do tempo em sala de aula no desempenho educacional dos estudantes dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio.

A pesquisa será desenvolvida em sete escolas contempladas pelo PEC: Colégio Estadual Lacerdino de Oliveira Campos, de Colinas do Tocantins; Colégio Estadual José Luiz Siqueira, de Wanderlândia; Colégio Estadual Nazaré Nunes da Silva, de Aguiarnópolis; Colégio Estadual Darcy Ribeiro, de Pugmil; Colégio Estadual Anita Cassimiro, de Aliança do Tocantins; Colégio Estadual Paulina Câmara e Colégio Estadual Presidente Tancredo Neves, ambas de Barrolândia.

Com base nos resultados da pesquisa, os professores serão capacitados para aplicar práticas pedagógicas mais eficientes que visem ao melhor uso do tempo em sala de aula.

Programa Estrada do Conhecimento

O PEC é financiado pelo Banco Mundial, por meio do Programa de Desenvolvimento Regional Integrado Sustentável (PDRIS), e tem como objetivo promover a melhoria da qualidade de vida de crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social às margens da BR-153, por meio da educação de qualidade. As ações vão desde reformas nas unidades escolares, passando pela realização de estudos diagnósticos, capacitações para educadores e gestores, além de atuações pedagógicas da educação infantil até o ensino médio.

Segundo gestora da Seduc, professora Wanessa Zavarese Sechim, o Programa Estrada do Conhecimento "é uma iniciativa que vai além da adequação estrutural das escolas e que tem como objetivo possibilitar um futuro promissor às crianças, jovens e adolescentes das cidades à margem da BR 153, por meio da educação de qualidade e do desenvolvimento social”, enfatizou.

 


 

 

Compartilhe esta notícia