Home 18/06/2020 - 17:35 - Cláudio Paixão/Governo do Tocantins

Professores se preparam para retomar atividades letivas com oficinas sobre ferramentas digitais educacionais

O professor de Biologia do ensino regular e do terceiro ciclo da Educação de Jovens e Adultos, Welledes Moreno Aguiar, destacou a importância da experiência O professor de Biologia do ensino regular e do terceiro ciclo da Educação de Jovens e Adultos, Welledes Moreno Aguiar, destacou a importância da experiência - Divulgação Seduc/Governo do Tocantins
As oficinas nasceram de reunião da coordenadora das áreas de Matemática e Ciências da unidade de ensino com os professores As oficinas nasceram de reunião da coordenadora das áreas de Matemática e Ciências da unidade de ensino com os professores - Divulgação Seduc/Governo do Tocantins
O professor de Química, Raphael Mendes, realizou a oficina sobre o uso do Google Classroom como ferramenta de ensino O professor de Química, Raphael Mendes, realizou a oficina sobre o uso do Google Classroom como ferramenta de ensino - Divulgação Seduc/Governo do Tocantins
A professora de Biologia e Química Eliane Gomes Araújo avaliou de forma positiva o entrosamento dos colegas A professora de Biologia e Química Eliane Gomes Araújo avaliou de forma positiva o entrosamento dos colegas - Divulgação Seduc/Governo do Tocantins
As oficinas foram realizadas por meio de ambiente virtual, seguindo as recomendações de distanciamento social As oficinas foram realizadas por meio de ambiente virtual, seguindo as recomendações de distanciamento social - Divulgação Seduc/Governo do Tocantins

Nos preparativos para o retorno das aulas para a 3ª série do ensino médio, que inicialmente acontecerá no formato não presencial, entre os dias 29 de junho a 31 de julho, os professores das áreas de Matemática e Ciências, do Colégio Estadual Adolfo Bezerra de Menezes, de Araguaína, realizaram nesta quinta-feira, 18, uma série de oficinas sobre ferramentas digitais educacionais. No inicío da semana, a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) realizou uma formação continuada com os profissionais da educação que irão atuar nesse momento. 

Os professores realizaram as seguintes oficinas, em que compartilharam seus conhecimentos sobre as ferramentas tecnológicas que cada um tem o hábito de utilizar e que podem favorecer as estratégias de ensino e aprendizagem: Google Meet e suas funcionalidades; Como baixar vídeo do YouTube para o computador; Como gravar a tela do computador;  Armazenamento em nuvem; Criação de atividades pedagógica no QR Code; O Google Classroom como ferramenta de ensino.

De acordo com a coordenadora das áreas de Matemática e Ciências da unidade de ensino, professora Maria Brandão, a ideia da realização das oficinas nasceu da necessidade de implementação de novas práticas educacionais no cenário da pandemia do coronavírus. “As oficinas foram um momento de troca de experiências muito importante para que os professores pudessem vislumbrar novas possibilidades de realização de atividades com os estudantes, a partir do uso de ferramentas tecnológicas educacionais de fácil acesso”, ressaltou. 

O professor de Química, Raphael Mendes, foi mediador de uma das oficinas e trabalhou a proposta do uso do Google Classroom como ferramenta de ensino. Ele destacou a importância do trabalho integrado dos professores para garantir a aprendizagem dos estudantes. “Como alguns professores têm mais dificuldade no uso de algumas tecnologias, os que têm mais facilidade, por meio da das oficinas, puderam proporcionar o conhecimento do uso dessas ferramentas, que serão muito importantes para o ensino durante a pandemia. Cada professor realizou as oficinas conforme suas habilidades”, pontuou.

Avaliação

O professor de Biologia do ensino regular  terceiro ciclo da Educação de Jovens e Adultos (EJA), Welledes Moreno Aguiar, destacou a importância da experiência. “As oficinais nos ajudaram a termos uma ideia do modelo de ensino que iremos conduzir daqui para frente. Foi uma boa troca de experiências em que descobrimos várias ferramentas que podem ser utilizadas pelo professor e que são de fácil acesso. E é sempre muito bom essa troca de experiência, pois vai facilitar bastante o nosso trabalho daqui para frente nesse novo formato de ensino”.

Já a professora de Biologia e Química, Eliane Gomes Araújo, destacou que nesse momento a solidariedade e a troca de experiência precisam ser palavras de ordem para o bom desenvolvimento da educação. Ela avaliou de forma muito positiva o entrosamento dos colegas. “Tenho só a agradecer a todos que estão sendo solidários, disponibilizando o seu tempo, apresentando aos colegas as ferramentas tecnológicas, uma ferramenta melhor do que outra. Sem sombra de dúvida, as oficinas de hoje ajudarão muito”, ressaltou. 

Formação

O uso de novas ferramentas tecnológicas para trabalhar com os estudantes da 3ª série do ensino médio também foram abordadas na formação continuada realizada pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes nos dias 15 e 16, com 2.563 professores do ensino médio e os coordenadores pedagógicos e diretores das 291 unidades escolares que ofertam essa modalidade de ensino, assim como para os supervisores e assessores de currículo das 13 Diretorias Regionais de Educação (DRE).