Home 29/06/2020 - 18:10 - Guilherme Gandara/Governo do Tocantins

Estudantes tocantinenses recebem material pedagógico e iniciam atividades não presenciais na rede estadual

Os alunos puderam optar pelo acesso aos conteúdos pela internet ou por receberem os materiais impressos Os alunos puderam optar pelo acesso aos conteúdos pela internet ou por receberem os materiais impressos - Divulgação
Os alunos puderam optar pelo acesso aos conteúdos pela internet ou por receberem os materiais impressos Os alunos puderam optar pelo acesso aos conteúdos pela internet ou por receberem os materiais impressos - Divulgação
Os alunos puderam optar pelo acesso aos conteúdos pela internet ou por receberem os materiais impressos Os alunos puderam optar pelo acesso aos conteúdos pela internet ou por receberem os materiais impressos - Divulgação

Os 16.845 estudantes da 3ª série do ensino médio, matriculados na rede estadual, iniciaram nesta segunda-feira, 29, as atividades não presenciais desenvolvidas pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc). Esta é a primeira etapa do cronograma de retomada do ano letivo, seguindo o modelo educacional que será utilizado durante e após a pandemia.

A proposta visa assegurar a reorganização do Calendário Escolar 2020 e será desenvolvida de forma gradual e sistêmica, seguindo um cronograma ajustável de acordo com o avanço ou redução da epidemia do novo coronavírus.

Para a estudante Carmilene Dias, da Escola Estadual Dr. Abner Araújo Pacini, de Almas, a iniciativa é necessária para manter seu aprendizado durante esse período. “A princípio imaginei que seria muito difícil o ensino não presencial. Porém, estou bem tranquila, pois houve uma proposta bastante clara e objetiva. A organização das atividades foi feita pensando em cada detalhe, em cada aluno e entregues por meio de portfólios. Além disso, contamos ainda com o apoio da equipe diretiva e de todos os professores”, destacou.

Metodologia

Na modalidade de ensino não presencial, os estudantes da 3ª série do Ensino Médio irão cumprir parte da carga horária no formato não presencial, entre os dias 29 de junho e 31 de julho.  Os alunos puderam optar pelo acesso aos conteúdos pela internet ou por receberem os materiais impressos. Antes de iniciar a etapa não presencial, os professores receberam formação com as orientações sobre a metodologia e os mecanismos de acompanhamento dos alunos neste modelo de ensino.

Além do material impresso, ou digital, os alunos receberam o roteiro de estudos de cada disciplina, construído pelos próprios professores. Os estudantes que não têm acesso à internet e moram na zona urbana estão retirando o material impresso na escola. Já os estudantes da zona rural recebem as atividades por meio do transporte escolar em cada comunidade em seus domicílios.

A estudante Joelma Pereira de Moura, do Colégio Estadual Brigadeiro Felipe, de Arraias, já tem em mãos os materiais disponibilizados pela Seduc e faz um apontamento para o futuro. “Eu já estava me preparando com o #ToNoEnem, em casa e estava aprendendo muito. Agora, com mais materiais de todas as disciplinas, tenho esse suporte maior que vai me ajudar a completar o ano e me sair bem no Enem”, frisou.

Stheissy Goncalves da Silva, do Centro de Ensino Médio (CEM) Antonio Póvoa, de Dianópolis avaliou a ação. "A expectativa que não somente eu tenho, mas que a maioria tem é que através dessas aulas não presencias possamos concluir os estudos neste ano. E foi bem pensada a proposta de estudos, de modo que todos tenham acesso. Já que nem todos possuem internet, com as apostilas impressas todos podem ter acesso aos conteúdos”.

Todas as medidas foram planejadas tendo como base cinco pilares: a segurança dos profissionais de educação e dos estudantes; o respeito à diversidade da comunidade escolar; a garantia do ano letivo para os estudantes da 3ª série, ainda no ano civil 2020; a garantia da conclusão do ano letivo para todos os estudantes, independente do calendário civil; e a garantia de que o ano letivo de 2021 transcorra independente do ano 2020.

Semipresencial

O formato semipresencial terá início também com os estudantes da 3ª série do Ensino Médio e, gradualmente, será ampliado para as demais séries. Este formato está previsto para começar no dia 3 de agosto e consiste nos estudantes cumprindo sua carga horária parte não presencial e parte presencial.

Para tanto, está prevista a realização de revezamento de turmas. Uma semana, metade da turma participa de atividades presenciais na escola, enquanto a outra metade desenvolverá atividades não presenciais, seguindo os roteiros de estudos, que serão validados na semana subsequente, quando estarão presencialmente na escola.

Cronograma

O cronograma de retomada do ano letivo pode ser ajustado em determinados municípios, a depender do avanço ou redução da Covid-19.

29 de junho a 31 de julho – aulas não presenciais para os 16.845 estudantes da 3ª série do Ensino Médio

03 de agosto – início das aulas presenciais para 50% dos estudantes da 3ª série do Ensino Médio

10 de agosto – revezamento com os outros 50% dos estudantes da 3ª série do Ensino Médio

17 de agosto – início das aulas presenciais para 50% dos estudantes da 1ª e 2ª série do Ensino Médio

24 de agosto – revezamento com os outros 50% dos estudantes da 1ª e 2ª série do Ensino Médio

31 de agosto – início das aulas presenciais para 50% dos estudantes do Ensino Fundamental

09 de setembro – revezamento com os outros 50% dos estudantes do Ensino Fundamental

Até 31 de janeiro de 2021 – fim do ano letivo 2020

Fevereiro de 2021 – início do ano letivo 2021