Home 15/07/2020 - 17:57 - Abrão de Sousa/Governo do Tocantins

Governo do Estado lança cursos de formação continuada para educadores das redes municipais

Participaram da live, Adriana Aguiar, Wesley Lopes Fonseca e Rosilene Lagares Participaram da live, Adriana Aguiar, Wesley Lopes Fonseca e Rosilene Lagares - Reprodução Dicom Seduc
Adriana enfatizou a relevância da formação para os profissionais de ambas as redes Adriana enfatizou a relevância da formação para os profissionais de ambas as redes - Patrícia Saturno/Governo do Tocantins

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) lançou na manhã desta quarta-feira, 15, em reunião on-line, os Cursos de Formação Continuada direcionados a profissionais do magistério das redes municipais de ensino, em regime de colaboração com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

A pauta refere-se à concretização do plano de fortalecimento das ações colaborativas em prol da educação pública no Tocantins com a oferta de formação continuada a professores e a gestores escolares das redes municipais de ensino. Participaram da reunião a titular da Seduc, Adriana Aguiar; o presidente do diretório estadual da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime/TO), Wesley Lopes Fonseca; e a professora da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Rosilene Lagares, como palestrante.

Para Adriana Aguiar, a educação deve ser observada como um todo. “Temos na secretaria uma gerência voltada especificamente para formação continuada que está sendo colocada à disposição dos municípios para tratar desse assunto e ainda a gerência de Tecnologias e Mídias Educacionais que também estará disponível para apoiar os municípios. Temos em comum, tanto na rede estadual de ensino como nas redes municipais, profissionais que são proativos e comunicativos. Assim, mesmo em período de isolamento, é possível discutir as práticas pedagógicas que melhor se adaptem com a realidade de cada situação”, ponderou.

Wesley Lopes Fonseca, presidente da Undime no Tocantins, destacou a importância da cooperação. “É um momento histórico para a educação do Estado com um todo. Ação grandiosa esse regime de colaboração do Tocantins com os municípios para o fortalecimento da educação. A Undime recebe com satisfação essa atitude da Secretaria da Educação do Estado. Reforço aos dirigentes municipais de educação que motivem os professores a participarem dos cursos ofertados”, destacou.

Cursos e inscrições

Ao todo, estão sendo ofertados cinco cursos com 60 horas cada. São 12 mil vagas proporcionadas aos professores de quaisquer dos municípios que queiram participar. Os professores devem realizar o autocadastro na plataforma entre os dias 15 e 22 de julho. Já as matrículas devem ser feitas entre os dias 22 e 29 de julho.

Para se inscrever os interessados devem acessar o Ambiente Virtual de Aprendizagem da Seduc. Ao entrar no ambiente virtual, os educadores devem clicar em Nova Conta e preencher os dados solicitados para criar uma senha. Passada essa etapa, deve-se preencher os demais campos obrigatórios e cadastrar novo usuário. Também está disponível na página as orientações gerais para os cursistas e um tutorial de como realizar o cadastro no Moodle .

Estão sendo ofertados os seguintes cursos: Gestão Escolar: (re)fazer a partir do Documento Curricular do Tocantins (DCT)/ Base Nacional Comum Curricular (BNCC) – 1.000 vagas; Educação Básica: (re)pensando o currículo a partir do Documento Curricular do Tocantins (DCT)/ Base Nacional Comum Curricular (BNCC) – Ensino Fundamental I (EFI) – 2.000 vagas; Educação Básica: (re) pensando o currículo a partir do Documento Curricular do Tocantins (DCT)/ Base Nacional Comum Curricular (BNCC) – Ensino Fundamental II (EFII) – 1.000 vagas; Recursos Educacionais Digitais no trabalho escolar – 3.000 vagas; Educação Infantil: organização e currículo a partir da BNCC/DCT – 5.000 vagas.

Apoio às redes e sistemas de ensino

Durante a reunião, foram discutidas, ainda, estratégias de fortalecimento e apoio quanto à institucionalização das redes e sistemas de ensino. O objetivo é esclarecer sobre as diferentes atribuições institucionais e as ações para o fortalecimento do ensino e da aprendizagem. “Hoje, existem dúvidas sobre o que são e quais as diferenças entre redes e sistemas de ensino. Por isso precisamos auxiliar os municípios no sentido de identificar atribuições e traçar estratégias colaborativas dentro de seu contexto”, completou Odaléa Barbosa de Sousa Sarmento, assessora de Apoio aos Municípios da Seduc.

Rosilene Lagares, professora da Universidade Federal do Tocantins, proferiu uma palestra na qual discorreu sobre o sistema de Educação do Tocantins desde o ano de 1994 até os dias atuais. Para a doutora em Educação, que é pesquisadora em gestão de educação, o regime de colaboração deve envolver as esferas municipais, estaduais e federal, além dos profissionais de educação.

“No Estado do Tocantins, esse envolvimento tem ocorrido de forma contextualizada em contextos específicos com possibilidades de superação que esses contextos exigem. Outro ponto importante a ser considerado no Tocantins é a formação dos profissionais de educação, que é construída pelos profissionais do quadro da Seduc, isso é fundamental. É um processo que reconhece e valoriza os profissionais do Tocantins”, pontuou.

Municipalismo

Cabe destacar que, na atual gestão da Seduc, o municipalismo ganhou maior destaque com a Gerência de Apoio aos Municípios, agora ligada diretamente ao gabinete da secretária. Além disso, como forma de assessorar as políticas públicas para a educação infantil, foi criada, no organograma da Seduc, uma Unidade Técnica Executiva (UTE) para esta área.

Novo Moodle

Visando modernizar os serviços prestados e os cursos online ofertados por meio das plataformas digitais disponíveis para a rede de educação, a Seduc lançou uma nova versão da plataforma Moodle, disponível no endereço 
ead.seduc.to.gov.br. A plataforma foi disponibilizada pela Agência de Tecnologia da Informação (ATI), que também capacitou os técnicos da Gerências de Tecnologias e Mídias Educacionais (GTME) e de Formação e Apoio a Pesquisa (GFAP) da Seduc, responsáveis pela administração dos cursos.